sábado, 25 de setembro de 2010

Espere o tempo, ao invés de perdê-lo. Buro.

    Quando eu ia começar a escrever isso aqui, digitei "eu estava ouvindo", e parei. Ando treinando a terceira pessoa, por razões minhas. Então, substitui a frase por "ela estava" e parei novamente. O que eu estava fazendo? Se no ímpeto o que saiu foi eu estava, que razão eu tinha para me esconder atrás de um ela estava?
   O que vem de dentro não deve ser interrompido, e já que na vida nós fazemos justamente o contrário disso o tempo todo, ao menos escrevendo uma besteira qualquer eu me permito fazer diferente.
   Eu estava ouvindo uma música. Uma música bem calma, numa melodia de violão que me faz escrever com mais calma do que o habitual. Dedilho de cordas, vozes de garotos jovens num tom sereno, e uma letra obviamente romantica. Não melosa, mas bem cute. Sequer tem um eu te amo, mas é linda.
   Eis que o vídeo se interrompeu, porque o resto ainda não estava carregado. E o pior, parou a música bem na melhor parte (como sempre, a lei da conspiração que cai sobre todos nós). Ah, que bom.
   Pacientemente, eu esperei alguns segundos para que voltasse a tocar. E voltou, mas aí não era a mesma coisa. Passei a ficar esperando o momento da nova interrupção. Claro que a música continuou linda e emocionante, mas eu já não acreditava naquele vídeo - ele podia travar de novo e interromper meu grande momento outra vez. Melhor ficar esperta, por mais linda que a música fosse.
   Foi então que eu pensei. A vida é bem assim, igualzinha. Alguma coisa interrompe, e depois você, um ser sem fé, não acredita mais que qualquer coisa possa acontecer sem uma interrupção. Acho que é normal, mas...
   Alguém mais já teve a sensação de que está esperando a vida começar?


--




   Ela já começou. A vida, que digo. Ela está aí. E viver é isso, é ser interrompido e arrumar fé em algum lugar em si próprio, para que seja possível continuar. O vídeo não estava pronto para que eu apertasse o play. Apressada, eu apertei do mesmo jeito. Daí deu merda, ele parou, eu fiquei desconfiada, e resolvi baixar a música de uma vez. Mas as coisas não têm de ser assim.
   Quando ele estava completamente carregado, e era a hora certa, eu resolvi apertar o play, para ver no que ia dar. E, lógico, deu certo.
   A vida já começou, mas você tem que saber vivê-la. Não adianta esperar por ela, e nem atropelar o seu curso. Ela não espera por você, e se você tentar passar ela para trás, vai descobrir que não pode.
   Sinceramente, quem não se tocar disso, está perdendo a melhor oportunidade de todas - enquanto espera por uma outra chance, que nunca vai chegar. Um dia a vida acaba. E se você não fez nada dela, perdeu filho, já era.
   Mas não precisa. É só viver. Relaxe, respire, espere o vídeo carregar.
   E não esqueça de apertar o play, daí, burro.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Blog Template by Delicious Design Studio